sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

A Recessão e o Euro

Demorou, mas ela aí está. A recessão chegou para ficar.
Pela primeira vez em cinco anos a economia portuguesa entrou em contracção. Mas neste barco estão ainda Alemanha e França e mais uma mão cheia de Países da nossa querida UE.
O Euro não permite margem de manobra, todos temos que nos reger pelas decisões de um único banco. O problema, é que essas decisões, nem sempre se adaptam à realidade de todos os países que por elas têm que se guiar, criando mais desigualdade social e descontentamento.
Talvez seja hora de abandonar o barco do Euro e criar uma jangada de Escudos que permita levar este povo a terra firme.
O Euro é uma boa moeda, o problema está no facto de haver uma enorme diferença entre as várias economias que o adoptaram. A Europa não é uma grande Nação como os EUA, é sim uma comunidade de Nações com realidades bem distintas. Se querem que o Euro funcione, primeiro à que colocar todas as economias da UE em pé de igualdade. E aí sim, uma moeda única fará sentido.

1 comentário:

  1. Na minha opinião para que a Europa pudessem estar em pé de igualdade alguns dos países teriam que ter ajuda como por exemplo o nosso. Os países mais desenvolvidos teriam que gastar e investir bastante ou então alguns países perderiam a independência porque lhes era impossível chegar a um nível pretendido.
    A palavra "UNIÃO" é uma palavra muito bonita mas pôr esse conceito em prática é algo que eu não vejo a humanidade conseguir...
    Continua a escrever pois acredito que tens tudo que é preciso para fazer os outros ouvir, pode ser que com estas nossas discussões e disputas de ideias possamos mudar o nosso país. Um beijo do tamanho do mundo com esperança ler brevemente o teu próximo paragrafo.

    ResponderEliminar